Figura Retorcida

Deformados e em constante sofrimento, não deixa de ser curioso como estas criaturas – que chamaremos de Figuras Retorcidas – podem representar todo o turbilhão emocional pelo qual passam os protagonistas de Silent Hill. Elas são seus conflitos internos encarnados e escancarados.

 

Aparência

É fácil reconhece-los: assemelham-se a um ser humano preso dentro de um bizarro saco feito de pele. Uma espécie de “camisa-de-força”, asquerosa e pegajosa, da qual aparentemente a criatura tenta se libertar sem sucesso. O sofrimento resultante a faz espernear e se contorcer, cambaleando em direção às suas vítimas. Espasmos, grunhidos e urros abafados são sons característicos que acompanham – e precedem – o ataque de tais criaturas.

600pxlyingfigure0

 

Simbologia

As aparência destes monstros foi inspirada pelos quadros impressionistas do pintor Francis Bacon, que ilustrava suas obras com seres deformados (em uma possível metáfora para os tumultos internos das pessoas). Este simbolismo foi transmitido à criatura, que se tornou a personificação do sofrimento físico e/ou emocional.

Em Silent Hill 2, o primeiro título onde apareceu, a Figura Retorcida era a projeção do sofrimento de Mary, esposa do protagonista. Vítima de uma grave doença, Mary se assemelhava à criatura: presa em um corpo agonizante, que era ao mesmo tempo sua prisão e sua tortura.

Algumas interpretações possíveis para estes seres:

  • Personificação da pestilência, da doença e do sofrimento – Mary morreu de uma grave doença. Sendo Silent Hill um lugar onde os medos e traumas das pessoas se materializam, a cidade criou as Figuras Retorcidas para torturar James, marido de Mary. Elas seriam uma lembrança vívida da morte da esposa. O vômito corrosivo, que o monstro atira contra seus oponentes é, simbolicamente, uma tentativa de expelir ou compartilhar a doença que carrega. Por isso este líquido sai do peito, onde fica o coração, órgão que representa os sentimentos, indicando que a pestilência da criatura é tanto emocional quanto física. Os ataques dirigidos ao protagonista podem ser, inclusive, uma tentativa de puni-lo por considerá-lo o culpado desta dor. E, se tudo em Silent Hill não passar de uma alucinação, faz sentido imaginar que o próprio protagonista está se culpando – e se punindo. (Nota: Saiba ainda que nos primeiros esboços destes inimigos eles traziam cabeças enormes, com bocas igualmente gigantescas, sempre gritando desesperadamente –  o sofrimento ainda mais explícito em sua aparência).
  • Coração negro – Há uma grande maldade dentro de cada ser humano. Nosso lado vil, que de alguma forma obscura é trazido a tona em Silent Hill. As pessoas atraídas pela cidade não são somente vítimas, mas também culpados de tropeços morais. As Figuras Retorcidas são monstros agonizantes e pestilentos, mas talvez sejam uma demonstração exterior do mal que os protagonistas escondem em seu interior. Sob este ponto de vista, seu cuspe ácido pode ser uma tentativa de espalhar ou devolver esta malignidade às pessoas.
  • Loucura – O que poderia representar mais a insanidade do que alguém preso em uma camisa-de-força? Se acreditarmos que estes monstros sejam de alguma forma ligados à condição dos protagonistas, então eles podem significar um reflexo da loucura destes. Talvez não uma loucura real, mas a condição de pessoas que precisam superar questões psicológicas complexas antes de encontrarem a redenção (e a fuga da cidade maldita). Caso os transtornos que tais personagens carreguem sejam prejudiciais às outras pessoas, Silent Hill pode ser vista até mesmo com um “tratamento benéfico” já que, como uma camisa-de-força, protege o mundo destes indivíduos insanos. Seus gritos de dor, seriam interpretados como resultados do sofrimento emocional dos personagens.
  • Sentimentos sexuais reprimidos – As Figuras Retorcidas foram concebidas como uma metáfora bastante clara das frustrações sexuais de James Sunderland. Com sua forma sugestivamente feminina, a “capa” que lhes envolve pode ser facilmente interpretada como uma deturpada roupa de látex. De fato, os primeiros esboços para os Lying Figures traziam formas femininas mais claras e sensuais, que incluía salto-alto vermelho e cinta-liga. Devido a isto, algumas pessoas acreditam que eles (ou elas) possam ser personificações da própria esposa de James. Ela estaria presa dentro desta espécie de traje de bondage. Indo por outro caminho interpretativo, a criatura poderia simbolizar o próprio James – o invólucro representando sua frustração e impossibilidade de ter o objeto sexual de seu desejo. O jato de ácido, seu ataque característico, seria uma analogia à ejaculação proveniente do contato com este “objeto de desejo”. Uma interpretação inquietaste, com certeza. Observe, no entanto, que toda esta leitura sexual foi deixada de lado em Silent Hill: Origins, que apresentou as Figuras Retorcidas com um aspecto masculino. (A menos, claro, que considerarmos Travis, o protagonista desse título como homossexual.)
  • Frustração – Apesar de terem sido concebidas para simbolizar a frustração sexual do protagonista, estas criaturas podem fazer referência a diversos outros tipos de insatisfação. Isto porque seu braços imobilizados e sua dificuldade de locomoção representam facilmente a impossibilidade de agir (voluntária ou não). As possibilidades são infinitas, já que todas as pessoas possuem sua cota de desejos não realizados, que podem gerar frustrações profundas.

 

Dica de Interpretação

As Figuras Retorcidas agem como as bestas mais comuns em Silent Hill – aquele tipo de monstro encontrado em grandes quantidades, fáceis de se derrotar, mas que funcionam como uma forma de conduzir os personagens pelo caminho que o Narrador deseja. Dito isto, o confronto com tais criaturas não é o importante aqui, mas sim o terror que elas representam e sua função de bloquear caminhos.

Sendo bastante lentos, pode-se escapar deles com relativa facilidade. Porém, não são tão simples de derrotar em um confronto direto. Isso porque após serem gravemente feridos (i.e., com um ou dois pontos de Vitalidade restantes), eles cairão no chão, de onde continuarão atacando em um frenesi ensandecido. Neste estado, completamente descontroladas, as criaturas investirão de forma atrapalhada e furiosa contra seus oponentes, gritando intensamente. Por não possuírem braços hábeis, barreiras e portas fechadas podem barrá-las facilmente.

Apesar de serem encontrados em todos os locais da cidade, sejam eles abertos ou fechados, são nos locais estreitos que se tornam um perigo mortal, pois em combate corporal eles atiram contra seus oponentes um jato de vômito espesso, ácido e grudento, que sai de uma abertura em seu peito. O ácido cobre as vítimas, cegando-as e queimando. Por isso, quando encontradas em grande quantidades tornam-se de um perigo extremo.

A quantidade na qual são encontradas, aliás, varia bastante. Os Lying Figures de SH2 eram vistos sozinhos, em duplas ou trios. Já os Straight Jacket de SH0 realmente infestavam as ruas, cercando rapidamente suas vítimas. Cabe então ao Narrador decidir se quer que tais criaturas sejam um pequeno empecilho aos protagonistas ou um enorme desafio.

 

Características

  • Atributos Mentais: Inteligência 1, Raciocínio 1, Perseverança 2
  • Atributos Físicos: Força 1, Destreza 1, Vigor 3
  • Atributos Sociais: Presença 1, Manipulação 1, Autocontrole 1
  • Habilidades: Esportes (Cuspe) 2, Briga 1
  • Força de Vontade: 2
  • Iniciativa: 2
  • Defesa: 1
  • Deslocamento: 5, ou 10 quando rastejando (fator específico 3) [Obs.: Em Silent Hill Origins, as Figuras Retorcidas podiam correr. Caso o Narrador prefira deste modo, considere que o Deslocamento de tais monstros é 7, com fator específico 5].
  • Tamanho: 5
  • Vitalidade: 8
  • Ataques: Veja abaixo

 

Aspectos Especiais

Além das características acima, as Figuras Retorcidas costumam ter, também, as habilidades especiais descritas a seguir. O Narrador sempre pode retirá-las, modificá-las ou acrescentar outras para tornar estes antagonistas únicos e surpreender os jogadores.

  • Cuspe Ácido: A criatura ataca com um jorro de ácido esverdeado, que brota de um buraco em seu peito. Não é um ataque muito eficiente, devido ao seu curto alcance e imprecisão (três metros, com uma penalidade de menos dois dados para cada metro a mais), mas pode surpreender os desavisados. Trate-o como um ataque à distância (Destreza + Esportes menos a Defesa do oponente) que precisa de um turno para ser “carregado”. O ácido funciona como uma toxina de contato (MdT, pág. 181), com nível 5 de toxidade (5 dados de dano letal). Ela causará dano enquanto estiver sobre a vítima durante dois turnos consecutivos (basta retirar a roupa molhada com o ácido ou limpá-lo), para depois evaporar. São necessários 4 turnos para que o monstro possa utilizar o ataque novamente. (Obs.: Em locais muito apertados, como corredores, a Defesa do oponente pode ser reduzida, a critério do Narrador).
  • Agarrar: Algumas Figuras Retorcidas conseguem realizar a difícil manobra de saltar e agarrar seus oponentes com as pernas, engalfinhando-se para expelir seu vômito ácido sobre eles. Para isto, basta uma manobra de agarrar (Força + Briga menos a Defesa do oponente).
  • Frenesi: Quando gravemente ferida e derrubada, a criatura passa a se arrastar de forma frenética, descontrolada e veloz, atacando seus oponentes em meio a gritos de dor. Em termos de regras, considere que assim que chegar a um ou dois pontos de Vitalidade, ela cairá ao chão e entrará em um frenesi assassino no turno seguinte. Neste estado ela sempre fará um ataque total (Força + Briga + 2, sem direito à Defesa), mas não receberá quaisquer penalidades devido aos seus ferimentos. Este frenesi acabará assim que os oponentes forem destruídos ou a criatura recuperar a Vitalidade até o nível 3 e levantar (considere ser necessário 30 minutos de descanso para recuperar cada ponto).

 

Smog

 

125233

Alex Shepherd (SH5) encontrou uma criatura muito parecida com aquelas que perseguiram James Sunderland (SH2). Tinham, porém, características que as diferiam das Figuras Retorcidas.

  • Aparência: O Smog não possui a bizarra “camisa-de-força” envolvendo-lhe. No entanto, seus braços são atrofiados, dobrados e inúteis. Sua maior diferença com as criaturas descritas acima é o tórax aberto como um cadáver em uma autopsia – os órgãos internos protegidos apenas por suas costelas duras e enegrecidas. Por trás delas, seu pulmão chama atenção por ser inflado e coberto de tumores luminescentes semelhantes a bolhas. O Smog também está sempre cercado de fumaça, e emite os sons de uma pessoa sufocando (o que o impossibilita de surpreenda suas vítimas). A respiração desesperada, ruidosa e ofegante.
  • Ataques: Com as pernas curvadas, o Smog anda com bastante dificuldade. Seu ataque principal consiste em pulverizar um gás negro extremamente tóxico sobre suas vítimas. O gás sai de um corte vertical em seu tórax. Seu ponto mais frágil é justamente o pulmão luminescente, que fica parcialmente protegido por suas costelas.

—————————————–

Aspecto Especial – Gás Tóxico: Esta variação do cuspe ácido das Figuras Retorcidas convencionais é bastante letal. A criatura que o possui estará sempre expelindo um gás negro extremamente tóxico que, em combate, pode ser concentrado em uma nuvem e atirado contra seus oponentes (considere um cone de gás que pode alcançar por volta de quatro metros em área aberta). Para realizar o ataque, é preciso concentrar o gás (um turno completo) e depois atira-lo (Destreza + Esportes menos a Defesa do oponente). Possui um nível de toxidade 7 e se dissipa depois de um turno em local arejado, e até 3 em uma área sem ventilação. O oponente que perder mais de um nível de Vitalidade devido ao gás, no mesmo turno, precisará passar em um teste de Vigor, ou ficará atordoado por um turno inteiro.

—————————————–

  • Características: Smog possui uma pele coriácea que lhe deixa bem mais resistente que as Figuras Retorcidas convencionais (Defesa 3). Porém, seus órgãos vitais, escondidos por trás de suas costelas, são um ponto bastante frágil (o dano recebido é dobrado). A dificuldade fica em acertar tais órgãos quando a criatura não está protegendo-os com as costelas – o que ocorre enquanto ela está se preparando para soprar seu gás tóxico. Considere ser necessária uma manobra de mira (cada turno mirando acrescenta um dado ao ataque, com um máximo de 3).

smog

  • Simbolismo: O Smog encontrado por Alex Shepherd (SH5) difere fundamentalmente do Lying Figure encontrado por James Sunderland (SH2). Em primeiro lugar, o Smog é macho, o que basicamente o afasta da analogia de “desejos sexuais reprimidos”. A menos que considerarmos o falo murcho do Smog como reflexo de frustrações sexuais reprimidas. Uma outra leitura, mais adequada, é ver o gás negro que a criatura expele como uma representação de doenças pulmonares, morte por asfixia, afogamento ou traumas ligados à respiração. Ou, seguindo um caminho mais sutil, o Smog poderia simbolizar a culpa que “sufoca” um personagem; a ira reprimida que  “queima” seu coração, etc. A própria fumaça, tão associada à obscuridade, esquecimento e amnésia, pode tornar tal monstro os portadores do esquecimento (uma análise que encontra força no fato do Smog parecer estar cobrindo os olhos com suas mãos atrofiadas, em uma alusão de cegueira ou ignorância auto-imposta, apesar de ineficaz).

 

Aparições Conhecidas

Silent Hill 2 (Lying Figure/Patient Demon), Silent Hill: Origins (Straightjacket), Silent Hill 5 (Smog), Silent Hill The Movie (Armless Man) e em algumas histórias em quadrinhos, como Sinner’s Reward e Among the Damned e Dead/Alive.


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: